25 de maio – Dia mundial da adoção

Existem no Brasil dezenas de milhares de pessoas esperando para serem adotadas e, no mundo, são centenas de milhões. É ação extremamente complexa para todos os envolvidos.

O primeiro grande requisito é o amor incondicional, puro e verdadeiro. O segundo é o desprendimento para executar este ato de amor, pois precisa de consciência para poder enxergar com clareza os nuances advindos da decisão tomada.

Os casos de tentativas de devolução de crianças adotadas está crescendo, principalmente quando entram na adolescência, pois o peso da genética é grande. Este é ponto extremamente crítico, somente o verdadeiro amor consegue superar tantos revezes.

A Homeopatia é ferramenta indispensável para ajudar a todos, pai, mãe e criança.

Auxilia no reequilíbrio de aspectos menos positivos trazidos dos antepassados e estes são justamente grandes pontos de conflito. O comportamento da criança possui algumas diferenças de padrão em relação ao dos pais adotivos. Não vivemos no mundo ideal, mas seria importante os futuros pais fazerem antes  trabalho de harmonização com a Homeopatia.

Desta forma a criança adotada seria facilmente identificável energeticamente para ambos os lados e as prováveis arestas bem mais amenizadas.

Após a decisão, levaremos esta marca indelével de amor e abnegação na alma até o fim desta existência terrena.

Prof. Eliete MM Fagundes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.