25 de julho – Dia do escritor

Escrever não é tarefa muito simples para a maioria das pessoas; não porque não possuam criatividade, capacidade, mas porque não foram estimuladas, não desenvolveram o hábito que impulsionaria o percentual que cada um de facilidade. Também seu texto pode não ter sido aceito em dado momento, pode ter sido criticado pela forma de escrita própria, o que gerou insegurança, pois é diferenciado. Existe público para todos os tipos de escritores, eles se identificarão pela semelhança com o texto exposto porque estará mais próximo da sua forma mental e emocional de analisar e interpretar aquela escrita.

Com 23 anos tive meu projeto de mestrado aprovado na UERJ com a pesquisa sobre: “Formação do pensamento em deficientes auditivos. Já havia percebido na época estas diferenças em grupamentos e isso porque já estudava os miasmas e fazia minhas teorizações.

Apesar de cada indivíduo ser único e possuir estilo próprio, classifico aqui, segundo minhas observações e estudos, os principais grupamentos humanos com algumas de suas diversas habilidades inatas:

– Personalidades que são privilegiadas com relação a memória e escrevem muito bem, preferencialmente com base em gráficos e tabelas, com os quais conseguem ter os dados expostos de forma clara. Preferem seguir metodologias já comprovadas porque facilita sua exposição e estudos. Possuem perfil para redações concretas e funcionais para a sociedade e a cultura, com base no aqui e agora.

– Personalidades que se harmonizados possuem extrema clareza mental, porém preferem falar e não escrever, são objetivos, pontuais, frases curtas, resumidas. Apresentam perfil para textos científicos e de perspectivas futuras porque possuem linguagem técnica, disposição para pesquisa.

– Personalidades que adoram linguagem figurada, falam com a alma e o coração. Quando Lemos seus textos, o emocional é tocado, choramos, ficamos consternados porque naturalmente rememoramos sentimentos semelhantes. Apresentam perfil para escrever romances, poemas, composição musical, etc.

– Personalidades que possuem pouca clareza para se expressar, são repetitivos, prolixos e dificilmente conseguem texto com ordenação lógica. Se perdem na expressão das ideias e possuem mais dificuldades para expor seus pensamentos, que se apresentam confusos e de difícil ordenação. Começam a escrever e não conseguem dar continuidade pois a memória está ruim. Porque procuram tentar organizar suas ideias, preferem trabalho burocrático que os exercita.

– Personalidades que se organizam para escrever, fazem pesquisas metódicas, usam linguagem rebuscada, precisão nos detalhes e extrema facilidade para concatenar ideias. Muita criatividade e facilidade para elaborar textos das mais variadas áreas pois conseguem realmente interagir com múltiplas ideias e informações.

Professora Eliete MM Fagundes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *