18 de junho: Dia do Químico

Devido ao baixo incentivo nas escolas secundárias para a Procura de formação na área de química, muitos setores industriais hoje estão em déficit de trabalhadores nessa área no Brasil. Isso se deu pelo fato de que nos últimos 25 anos, quase que exclusivamente o domínio dessa disciplina manteve-se estrangeiro. As faculdades de química tinham poucos interessados devido a pequena demanda do mercado interno e a alta seletividade exigida.

A realidade do Brasil está mudando muito neste setor porque as empresas estão investindo mais na produção local e com profissionais nativos, ao invés de ambos serem importados de outros países. A tendência é cada vez mais os produtos de primeira linha também serem nossos, o que atualmente barateia muito o custo compensando tais procedimentos.

Por muito tempo não houve a valorização na formação e no trabalho do profissional de química brasileiro, causando uma imensa lacuna que deve ser minimizada nas próximas décadas.

Nosso país tem histórico de ser composto por pessoas mais criativas no sentido da arte em si, como música, teatro, televisão, design em geral, artes plásticas, etc. Nossas mentes são mais coletivas e naturais, menos lineares e pragmáticas, o que ajuda a gerar profissionais químicos com perfil totalmente diferenciado das demais nações.

Estas características tão peculiares do povo brasileiro estão fazendo hoje o fluxo se inverter, ou seja, nossos profissionais químicos estão sendo disputadíssimos no mercado internacional. Justamente o que antes era algo que excluía, hoje é o que é mais valorizado porque a exigência na criação de produtos passou a ser também mais artística e seletiva.

Parabéns a todos os profissionais desta área, pois o futuro da indústria mais limpa e ecológica está nas suas mãos. Lembrem-se de que a homeopatia é a ciência do futuro e terá sua contribuição inestimável para o desenvolvimento sustentável das empresas.

 

Professora Eliete MM Fagundes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *