10 de janeiro – Dia das Pessoas Peculiares

 

As heranças individuais, os traços naturais dos pensamentos, a particularidade emocional, a forma natural, o nível de competência, o típico e específico padrão de resiliência, o sorriso característico, o próprio e pessoal jeito de dedicar-se denotam nossas peculiaridades.
A pessoa com autoequilíbrio precisa ser recíproca e manter tanto sua forma coletiva quanto distinta, isso a faz especial, ímpar, única e singular. Cada sinal respectivo, privativo e inseparável ligado à personalidade, que lhe
é devido, pertencente e atinente, a conecta aos semelhantes.

Prof Eliete M M Fagundes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.